Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog PT Empresas

Conheça e inspire-se para melhorar o seu negócio. Siga as últimas tendências tecnológicas e conheça histórias de sucesso.

Sim, a computação quântica é uma realidade

Sim, a computação quântica é uma realidade

Esta imagem, poderia dizer-se, retrata um exemplar de esqueleto humanoide, nomeadamente o tórax, com os pulmões a oxigenarem o coração. Mas é "apenas" um pormenor de um computador quântico.

 

Muitas vezes se costuma dizer que "não se trata de física quântica" quando a ideia é referir a simplicidade de uma tarefa. Mas, em 2018, a computação quântica teve um papel de destaque na Web Summit. Quando se entrava no Pavilhão 1 da FIL, saltava à vista aquele instrumento em tons dourados, pendurado no teto do expositor da IBM.

 

"É um candeeiro?" Podia ouvir-se esta interrogação em diversas línguas. Não, afinal, é algo tão "simples" como um computador quântico. Foi exatamente essa cara (que está a fazer) que a maioria das pessoas fez ao deparar-se com aquele "monstro" que, serve para manter a temperatura necessária que protege o processador com capacidade de 50 qubits (a medida de bits quânticos).

 

Um chip, que cabe na cabeça de um dedo indicador, protegido por diversas camadas que vão arrefecendo o sistema para o manter a uma temperatura necessária quando este computador está em funcionamento. Os bits quânticos precisam de estar a uma temperatura de cerca de 270 graus celsius negativos.

 

A construção, parece algo "vintage", se colocassem aquele computador numa exposição com o letreiro a dizer que tinha sido inventado por Da Vinci, ninguém iria duvidar. Cobre, metal e pouco mais. Assim, à vista desarmada. E sim, em algumas salas, com umas lâmpadas LED, um excelente candeeiro e peça decorativa.

 

Mas, é muito mais, obviamente. É um computador que funciona de forma diferente dos tradicionais binários que debitam os famosos 0 (zero) e 1 (um). Na computação quântica os computadores processam a informação em qubits (bits quânticos) e, enquanto um computador tradicional usa a lógica de alternância entre zero e um, num computador quântico a informação pode ser 0 e 1 ao mesmo tempo, o que aumenta de forma exponencial a capacidade de processamento de informação.

 

Podemos elevar a um expoente de 50 a capacidade de processamento, o que é um número gigante, caso se estejam a questionar. "Não estamos a dizer que vamos substituir os computadores tradicionais mas apenas que é um acrescento para fazer avançar o sistema quantum", disse Noam Zakay, IBM business development executive. 

 

Quando se olha para o local onde tudo acontece (ver fotografia do início), parece que estamos diante de um tórax humano: pulmões e um coração lá no meio (o chip) que recebe através dos cabos energia e debita informação através dos componentes mecânicos ligados. Podemos passar algum tempo a apreciar cada ligação que perdemos a noção de tempo. Talvez seja do dourado ou apenas a atração quântica a influenciar a noção espácio-temporal.

 

Investigação portuguesa

Em junho deste ano ficou a saber-se que "o consórcio português QuantaLab, liderado pela Universidade do Minho e composto por mais três entidades, faz agora parte daquela que é a maior rede internacional de computação quântica" (Ler mais sobre este tema no artigo do Dinheiro Vivo).

 

No meio dos robôs, da Inteligência Artificial ou Realidade Aumentada, a computação quântica ganhou o seu espaço nesta edição da Web Summit e promete aplicação nas mais diversas áreas já que é de velocidade de processamento que se fala e de um novo paradigma aplicado ao processamento de dados. Certamente que em 2019 este tema irá ganhar ainda mais relevo na próxima edição do evento tecnológico produzido por Paddy Cosgrave.

 

A IBM disponibiliza esta tecnologia para que diversas empresas e empreendedores possam desenvolver novas ideias e contribuir para evolução da tecnologia. Uma das áreas que está a olhar com muita atenção para a quântica é a segurança. Afinal, como se sabe, o cibercrime está sempre um passo à frente no que diz respeito à "inovação" e os departamentos de cibersegurança estão a fazer tudo para se manterem na dianteira.

 

"Tivemos uma resposta tremenda. Dos sete Continentes tivemos mais de 100 mil utilizadores, foram executadas milhões des experiências no sistema, mais de 6 milhões, e publicados cerca de 130 papers", acrescentou Noam Zakay.

 

A codificação da informação e das comunicações é, aliás, uma das áreas que mais tem preocupado as entidades governamentais em todo o mundo. China e Estados Unidos lideram esta corrida e a Europa lançou, em 2018, a Quantum Flagship, uma iniciativa da União Europeia para a investigação na área quântica com um orçamento de mil milhões de euros a aplicar ao longo dos próximos 10 anos.

 

Em Portugal os desenvolvimentos estão a decorrer em diversas frentes. Recentemente, a SIC mostrou, no programa Futuro Hoje, a primeira transmissão quântica de dados na televisão portuguesa.

 

Todas as investigações em curso poderão, a qualquer momento, apresentar resultados que levam a evolução tecnológica a outro nível. Ou, como se diz no meio, dar um salto quântico no que respeita à tecnologia que conhecemos atualmente.

 

As empresas que mais recorrem à tecnologia para desenvolver os seus negócios olham para a quântica com toda a atenção. Empresas que operam nos sectores da química, da farmacêutica, da mobilidade, da segurança informática, da inteligência artificial ou o sector financeiro são as que, atualmente, mais investem no seu desenvolvimento. Mas o potencial da quântica pode ser aplicado nas mais diversas áreas.

 

Recorrendo às leis da física quântica, a capacidade de processamento destes novos computadores permitirá, por exemplo, resolver problemas matemáticos, praticamente impossíveis de solucionar com o poder de computação clássica. "Não porque não seja possível mas porque demora muito tempo", recorda Noam Zakay. Isto abre a porta para que na indústria farmacêutica se possa desenvolver o cálculo molecular que irá expandir os horizontes a novos medicamentos para a cura de doenças que atualmente são fatais, por exemplo.

 

A quântica, na sua génese, não é uma novidade. Mas a sua aplicação à vida real pode criar uma verdadeira revolução tecnológica ao abrir a porta a um mundo completamente novo.

 

Artigos Relacionados

  • A grande falha da cibersegurança é a falta de governança

    O ideal seria cada empresa delegar na figura de um CSO a responsabilidade da segurança digital.Saiba mais

  • White Paper Colaboração: A mudança silenciosa no posto de trabalho

    Faça já o download deste White Paper e saiba como melhorar a colaboração da sua empresa.Saiba mais

  • Serviços online eliminam processos burocráticos

    A gestão da tesouraria, o factoring e confirming fazem parte de um novo leque de serviços que podem ajudar as pequenas e médias empresas a aliviar a carga burocrática.Saiba mais

Soluções Recomendadas

  • Iot Place

    IOT PLACE

    Para criar e gerir as suas soluções IoT com simplicidade e rapidez, de forma segura e escalável.​​Saiba mais

  • Telemedicina

    TELEMEDICINA

    Uma consulta médica à distância de um clique.Saiba mais

  • Security Operation Center

    SECURITY OPERATION CENTER

    Garanta a segurança da sua infraestrutura.Saiba mais

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Pesquisar

 

Newsletter