Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog PT Empresas

Conheça e inspire-se para melhorar o seu negócio. Siga as últimas tendências tecnológicas e conheça histórias de sucesso.

P30. Este é o novo modelo da Huawei

P30. Este é o novo modelo da Huawei

A guerra dos smartphones atingiu um nível onde aquilo que realmente importa é a qualidade fotográfica. Esta estratégia foi agudizada pela Huawei quando lançou o P9 com uma dupla câmara em associação com a Leica. Desde então, a qualidade da fotografia atingiu um nível completamente diferente e, a cada lançamento, tem dado mais um passo na transformação do Smartphone numa câmara com capacidade de fazer chamadas, enviar SMS e navegar na Internet.

 

Para conseguir mais mercado, as principais marcas têm entrado numa disputa frenética com dois ou três lançamentos por ano e já vamos ao nível dos smartphones com quatro câmaras principais.

 

Desta vez, a Huawei acaba de anunciar oficialmente, no evento em Paris, a Cidade da Luz, o novo modelo da gama P.

 

O P30 e P30 pro são os smartphones da gama média que a marca chinesa coloca no mercado para rivalizar com a sua atual concorrente mais direta. E, nos primeiros contactos que foram feitos com este modelo, a qualidade fotográfica, além de responder às expectativas, supera em muitos aspetos aquilo que são os smartphones da concorrência.

 

É, por isso que, mais do que tentar disputar o mercado de smartphones, a marca chinesa assume o grande objetivo de tornar a Huawei numa marca ao forte ao nível da fotografia. E, para isso, continua a contar com a associação à Leica. O resultado, a cada modelo, nas suas câmaras, mais uma inovação. Neste modelo P30, o grande destaque vai para a capacidade de um zoom híbrido de 10X mas, da experiência feita com as versões de teste (que ainda não apresentam o software final que será colocado nos modelos para venda), aquele que vai realmente espantar os consumidores será o zoom ótico de 5X.

 

O híbrido também confere às fotografias uma qualidade, muitas vezes, difícil de distinguir das câmaras reflex mas, em algumas situações, a componente de ampliação digital ainda deixa algum ruído. Nada que um update de software não resolva ou que venha já resolvido nas versões finais. No entanto, é um passo enorme no que respeita à fotografia de um smartphone.

 

O zoom tem sido, até agora, uma das maiores queixas dos consumidores e com este modelo poderão ter mais um argumento para aliviar o peso quando vão em viagem ou num passeio. Já que, com estes smartphone, conseguem captar a maior parte das fotografias e vídeos que precisam.

 

Este smartphone permite ainda um zoom digital de até 50X mas, a esta distância focal, apesar de ser possível distinguir rostos e objetos, falta algum trabalho ao nível da estabilização (com recurso a tripé este problema fica resolvido) e também no que respeita à nitidez. Os objetos ficam pouco definidos e servirá apenas para situações extremas.

São quatro câmaras traseiras, como não podia deixar de ser, potenciadas pela Inteligência Artificial (IA) da Huawei, e uma câmara frontal de 32 MP, também ela, desta feita, gerida por esta IA.

 

A título de curiosidade, porque entrar em pormenores demasiado técnicos leva mais tempo, a Huawei realizou uma transformação na forma como as cores são tratadas pelo sensor. Normalmente é utilizado o modo RGB (Red, Green and Blue) - para quem está familiarizado com ecrãs ou gosta de fotografia já se cruzou, pelo menos, com este termo. Para o P30, a marca chinesa apostou no RYB (Red, Yellow and Blue). Com esta alteração, além de ter obrigado a muitas outras mudanças na lógica como as câmaras estão construídas, a Huawei garante que consegue captar cerca de 40% mais de luz. Uma medida muito útil a pensar na fotografia captada em situações de pouca luz, como o modo noite lançado com os modelos P20 e Mate 20 Pro.

 

São revoluções ao nível da fotografia e que fazem pensar duas vezes quando se olha para a mala de material fotográfico antes de um passeio ou viagem. Ainda não substitui uma reflex, principalmente quando se fala da qualidade ótica, mas na maior parte das situações estes smartphones dão uma resposta bastante acima da média. principalmente quando se fala de comparação com modelos de câmaras reflex mais antigos.

 

A evolução tecnológica está a um nível alucinante e não é por acaso que a Huawei é a empresa que lidera o ranking do registo de patentes a nível mundial e contribui substancialmente para que este ranking seja dominado pela Ásia.

 

Long life for battery

Desde o P20 e o Mate 20 que a Huawei apostou forte na capacidade de bateria tendo mesmo lançado uma funcionalidade para provocar a concorrência: a capacidade de carregamento reversível. Ou seja, os smartphones da Huawei com esta funcionalidade podem dar carga a qualquer outro smartphone (de qualquer marca) que possua a tecnologia de carregamento sem fios.

 

A bateria de 4.200 mAH aguenta mais de um dia inteiro de trabalho, com utilização relativamente intensiva, e consegue carregar dos 0% aos 70% em apenas 30 minutos. Esta funcionalidade já foi bastante testada no Mate 20Pro e corresponde àquilo que são as descrições do fabricante chinês.

 

E esta capacidade da bateria é crucial para dar resposta ao processador kirin 980, que continua a ser a aposta da Huawei para o P30, que permite uma velocidade de processamento de informação praticamente invisível ao olho humano. A velocidade com que a Inteligência Artificial atua deixa qualquer um estupefacto. Um exemplo prático, aplicado à fotografia, é o reconhecimento de cenas como comida, nuvens, céu azul, grande angular, rostos, etc. Aponta a câmara a um prato de comida e de imediato as definições da fotografia são adaptadas à cena a fotografar. 

 

Balanço de brancos, tonalidade, abertura e velocidade. Tudo se harmoniza para obter a melhor fotografia numa fração de segundo. Ao nível do design, a Huawei mudou pouco o seu modelo em relação àquilo que apresentou na gama 20: ecrã curvo infinito e aposta nas cores da parte traseira. Neste modelo vão existir as cores preto, cristal (um branco com brilhos que atrai essencialmente o público feminino), Aurora (a cor que reúne maior consenso para quem já teve a oportunidade de ver os modelos juntos, em primeira mão) e laranja.

 

Após as primeiras impressões haverá espaço para testar a fundo este novo modelo e revelar tudo o que esta câmara fotográfica, que também faz chamadas e envia SMS, traz ao mundo dos smartphones.

Artigos Relacionados

  • Mate20 Pro, carregamento sem fios e uma supermacro na fotografia

    O Mate20 Pro apresenta-se com uma capacidade de processamento acima de qualquer modelo da concorrência.Saiba mais

  • Será o Mate10 Pro da Huawei o primeiro telefone inteligente?

    A aposta da Huawei com o lançamento do Mate10 Pro foi dirigida à Inteligência Artificial. Diz a marca chinesa que este é o primeiro telemóvel verdadeiramente smart.Saiba mais

  • 4G+ e 4,5G, quais as vantagens e quando chega o 5G?

    Apesar de velocidades próximas de 1 Gbps, isso não chega. Estamos a viver em pleno o HD, o 4K, as promessas do 8K. Esta exigência dos consumidores é implacável.Saiba mais

 

Soluções Recomendadas

  • Smartphones Dual SIM

    SMARTPHONES DUAL SIM

    Junte 2 cartões num smartphone.Saiba mais

  • Smartphones a prestações

    SMARTPHONES A PRESTAÇÕES

    Leve o seu escritório na palma da mão. Disponível em compra a prestações.Saiba mais

  • Telemóveis

    TABLETS

    Conheça os tablets disponíveis e aproveite os preços exclusivos online.Saiba mais

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Pesquisar

 

Newsletter